Dicas

Como escolher o melhor azeite de acordo com a receita?

Como escolher o melhor azeite

Na maioria das casas brasileiras, o azeite é um dos produtos que não podem faltar de jeito nenhum. Utilizado principalmente para temperar e finalizar os alimentos, pode ser consumido inclusive com torradas e pães. Aprenda como escolher o melhor azeite para as suas receitas e deguste um dos sabores mais deliciosos da cozinha.

O azeite traz diferentes benefícios para a saúde humana, quem quer se alimentar de maneira mais saudável, sem dúvidas esse é um excelente produto. Atualmente, existem diferentes tipos e marcas de azeite no mercado. Conhecer as propriedades de cada um desses produtos é ótimo na hora de efetuar a compra.

Para ajudar você nessa escolha, reunimos algumas informações importantes sobre como escolher o melhor azeite para as suas receitas.

Classificações do azeite

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária ou ANVISA como é chamada determina que um azeite de oliva só pode receber esse nome se o óleo obtido for do fruto das oliveiras, ou seja, das azeitonas.

A classificação de virgem e extravirgem surge apenas depois do processo físico de extração dos frutos.

São os tipos de azeitonas que vão determinas os tipos de azeite existentes, assim como a sua extração, condições do clima e todo o processo de produção do produto. A qualidade do solo também influencia no resultado final do produto, entre outras condições e fatores.

O que diferencia os tipos de azeite é o grau de acidez que cada um possui. A quantidade de ácidos graxos livres em relação a quantidade de ácido graxo do tipo oleico é o que vai determinar o seu grau de acidez.

Para determinar a qualidade de um azeite, basta verificar a quantidade de ácidos graxos livres, quanto maior for a sua concentração, menor será a qualidade do azeite.

Saber como escolher o melhor azeite implica em saber também o grau de acidez que ele possui.

Quando um azeite possui uma baixa acidez, isso indica que ele foi produzido a partir de um excelente fruto que recebeu tratamento e conservação adequados.

Conheça os 3 tipos de azeite

1 – Azeite de oliva refinado ou comum

Esse é um tipo de azeite que passa por todo o processo de refinamento, diversas vitaminas são perdidas, entre outros nutrientes que são altamente importantes para a saúde humana.

A cor desse produto é bem clara, o aroma não é característico e o sabor e a cor também se perdem nesse processo de refinamento.

Você que está procurando aprender mais sobre como escolher o melhor azeite, esse tipo não é a opção mais recomendável para o consumo.

Normalmente é produzido e vendido, misturado no azeite extravirgem, o que gera um azeite totalmente composto. Sua acidez possui uma variação entre 1,5% até 3%.

Como escolher o melhor azeite

2 – Azeite de oliva do tipo virgem

A acidez desse tipo de azeite varia entre 0,8% até 1,5%, o seu sabor e aroma são inferiores se comparados ao tipo extravirgem.

A extração desse produto é feita por processos físico e mecânico.

3 – Azeite de oliva do tipo extravirgem

Esse tipo de azeite é obtido através do processo de prensagem a frio, isso significa que todos os nutrientes e as vitaminas foram preservados no produto.

Sua acidez é bem baixa, cerca de apenas 0,8%.

Como escolher o melhor azeite para as suas receitas?

Existem alguns cuidados que são fundamentais na hora de você escolher o seu azeite. Esses cuidados são necessários para que você possa usufruir dos benefícios que ele oferece. Confira a seguir que cuidados são esses.

  • Analise a procedência do seu azeite, onde foi produzido, local de conservação, processo de engarrafamento. Com essas informações dá para se ter uma noção do quanto que ele já foi manipulado até chegar nas suas mãos;
  • Dê preferência para o azeite de embalagem escura e que tenha sido armazenado totalmente longe da exposição solar. Essa recomendação é importantíssima, pois os produtos armazenados sob a luz do sol ficam oxidados;
  • No rótulo do azeite contém as informações sobre o grau de acidez, lembre-se que quanto menor for o seu grau, mais puro ele é, ou seja, mais benefícios ele traz para a saúde;
  • Certifique-se que não haja nenhuma mistura de óleos nesse azeite e que ele não receba o nome de óleo composto.

Existem alguns órgãos especializados na fiscalização de alguns produtos. Acompanhe as informações divulgadas por esses órgãos. O Inmetro e o Proteste são exemplos de empresas especializadas na elaboração e divulgação desse tipo de informações.

Consultar esses órgãos permite que você não compre óleos pensando que fossem azeites.

Diversas receitas podem ser preparadas depois que você aprende como escolher o melhor azeite. Pestos diversos, bacalhau no forno, legumes banhados no azeite são apenas alguns desses exemplos culinários que podem ser degustados com um excelente azeite.

Parâmetros de sabor e aroma do azeite

A qualidade do azeite é determinada também pelo sabor e aroma, existem alguns parâmetros importantes que medem essas informações tecnicamente. Então, dessa forma os azeites podem possuir os seguintes sabores e aromas, confira:

1 – Aroma frutado

Esse tipo de aroma é o mais próximo da azeitona, é totalmente diferente dos azeites que conhecemos vendidos nas prateleiras dos supermercados.

2 – Aroma harmônico

Esse tipo de azeite possui um equilíbrio considerável entre sabor e aroma.

3 – Aroma desequilibrado

A produção desse tipo de produto é totalmente desequilibrada, ou seja, ou o aroma ou o sabor é que se sobressai no produto.

Quais são os benefícios do azeite para a saúde?

O azeite traz diferentes benefícios para a saúde, a seguir listamos alguns para você conhecer, confira:

  • Graças a quantidade de gorduras monoinsaturadas acumuladas, o azeite é eficaz no combate a Diabetes do Tipo 2;
  • Graças a quantidade elevada de nutrientes, o azeite contribui no controle do peso;
  • Por contribuir no aumento de antioxidantes no corpo, o azeite é excelente para a saúde cardíaca, combatendo o envelhecimento das células;
  • Segundo especialistas, o azeite combate os episódios de hipertensão;
  • Previne a perda de cálcio e o surgimento da osteoporose durante a velhice;
  • Faz com que as dores no ouvido sejam mais amenas, inclusive é conhecido como um remédio totalmente natural para esse tipo de desconforto;
  • Descobriu-se que pessoas que seguem a Dieta do Mediterrâneo possuem uma tendência menor de desenvolverem depressão.

Aprender como escolher o melhor azeite é essencial para fazer receitas mais saborosas e agradáveis.

Deixe seu Comentário